Tags

, , , , , ,

A Organização Mundial do Movimento Escoteiro vem propondo uma séria reflexão sobre os rumos do Escotismo, como organização centenária e mundial.

Acredito que um dos propósitos desta reflexão, é propiciar que cada um dos educadores envolvidos diretamente na formação das crianças e jovens pense sobre como é possível criar um mundo melhor e para que, realmente, seja o Escotismo educação para a vida.

Parece-me claro que, para alcançarmos estes objetivos, faz-se necessário atrair o interesse no Escotismo de voluntários, pais, jovens e da comunidade. É preciso, também, imaginar meios de obter independência financeira e acreditar que podemos trabalhar com projetos.

De certa forma, estes projetos acabarão mantendo a comunidade, os jovens, pais e voluntários engajados e diretamente envolvidos, com um sincero sentimento de responsabilidade pela busca de resultados.

Vale lembrar que não devemos guardar estas oportunidades apenas para o Ramo Pioneiro. É necessário começar a praticar desde cedo, para que os Lobinhos cresçam convivendo e vivenciando um ambiente de planejamento organizado, ação e avaliação dos resultados.

Ao mesmo tempo, devemos ter humildade, para que sejamos capazes de entender e apreender com experiências de outros Grupos Escoteiros ou Associações Escoteiras Nacionais.

Entretanto, para que essa troca de experiências seja possível, devemos manter aberto canal de comunicação , pelo qual poderemos compartilhar boas práticas, boas condutas, para chegarmos aos bons resultados.

No tempo do nosso Fundador toda a comunicação era muito mais difícil, uma vez que as correspondências levavam meses, cruzando os oceanos, a bordo de navios. Hoje, a troca de informação é instantânea.

Façamos uso destas ferramentas, para que as inovações nos auxiliem e não sejam motivo de exclusão do Escotismo.

Mesmo pensando nas inovações, devemos ter por Norte que, para os jovens, o Escotismo é apenas um jogo, no qual se aprende-fazendo coisas agradáveis e interessantes, enquanto compartilham atividades em grupo, com outros jovens que têm objetivos semelhantes.

Os jovens ingressam no Escotismo pela alegria, pela diversão, pelos acampamentos e pela vida em equipe. A nós, Escotistas-Educadores, é que cabe a tarefa de dar propósito a este jogo, à diversão, auxiliando na formação deles para a cidadania.

Inovando sempre, compartilhando cada vez mais. Assim seremos sujeitos ativos na criação de um mundo melhor, lembrando sempre que a missão do Escotismo é contribuir para a educação do jovem, baseado em sistema de valores baseados na Promessa e na Lei Escoteira, aonde se valorize a realização individual e a participação construtiva em sociedade.

Anúncios