Tags

, , , , , , , , , , ,

Esta frase, muitas vezes, é atribuída a Baden-Powell e o complemento é: Já temos muita teoria na escola, o Escotismo necessita de realidade.

Esta realidade é encontrada na vida ao ar livre, nas atividades de Patrulha, nas excursões e jornadas. Não existe nada que substitua isso na vida dos jovens e, ao meu ver, nada que acrescente mais na formação do caráter, do espirito de equipe e no desenvolvimento da liderança.

Tenho um amigo que fez parte do Movimento Escoteiro por muitos anos, mas também está afastado há bastante tempo, e quando questionei se sua filha não ingressaria no Escotismo me respondeu, sem ofensas ou provocações, que queria que ela fosse livre nos finais de semana e que não se prendesse a algo por apenas 4 horas no sábado.

Ouso dizer que ele está certo!

Se o Movimento Escoteiro ficar restrito – para os jovens – a apenas 4 horas por sábado, realmente, estamos tirando a liberdade destas crianças e jovens. E isso é errado.

Nós, na qualidade de educadores, ao contrário, temos que ser responsáveis, pela salutar experiência ao ar livre. Não sou eu quem diz isso, é nosso fundador e desde 1907.

E para que esta experiência ao ar livre seja digna do que queremos passar aos jovens, devemos ser capazes de proporcionar o que todos estamos cansados de saber: vida em equipe, aprender fazendo, atividades progressivas atraentes e variadas, desenvolvimento pessoa com orientação individual, tudo isso em meio a aceitação da Lei e da Promessa Escoteira.

Essa é a qualidade de Educação para a vida que devemos ofertar a quem procura o Escotismo.

Qualquer coisa menos que isso, serei obrigado a juntar-me ao meu amigo e pedir: Libertem nossas crianças e jovens!

Anúncios