Antes de começar o artigo gostaria de me apresentar, sou o novo colunista do blog Mais Um Escoteiro: Filipe G. Monteiro, escotista com nível básico no ramo escoteiro e quase 15 anos de promessa. Minha proposta para este blog não é competir com os artigos do Chefe Márcio Sequeira e sim falar de assuntos técnicos do dia-a-dia do escoteiro (quando digo escoteiro, serve para qualquer ramo), dar aquela mãozinha para o chefe que está começando agora, dividir minha experiência como escoteiro e como escotista.

Espero que gostem e que sejam proveitosos os próximos artigos. Agradeço ao Márcio por topar a parceria. Vamos lá…

O escoteiro e seu canivete

Outro dia, antes de iniciar a atividade, pedi para um dos monitores o canivete emprestado, pois o meu estava na minha mochila e longe de mim no momento, foi quando ele me respondeu que não tinha canivete.

–“Como pode um escoteiro, que já fora lobinho por quatro anos e mais três no ramo escoteiro, não ter um canivete!” Foi o que falei para ele na hora. Aproveitei para orientá-lo que comprasse um tão breve possível, que não precisava ser um suíço e que sempre andasse com ele na cintura, afinal, o escoteiro está Sempre Alerta.

Existem basicamente 2 tipos, os com apenas uma lâmina e os de multifunções. O simples de uma lâmina é prático para cortar o que for preciso, desde o pedaço de corda a um pequeno galho, bom de ter sempre a mão. Já os de multifunções (tipo suíço), são práticos pela quantidade de ferramentas que são agregadas, como saca rolha, abridor de lata, serrote, tesoura, alguns mais completos vem com lupa, bússola e pen-drive. A escolha deve ser feita conforme for utilizá-lo.

“Precisa comprar um Victor Inox¹?” Claro que não, fui comprar o meu há menos de cinco meses, era um item que faltava na minha coleção de facas e canivetes. O importante é que tenha uma boa lâmina, pois uma ferramenta sem qualidade é mais perigosa do que útil.

O ideal é adquirir em lojas de caça e pesca e evitar os “made in china” e os muito grandes, pois a vantagem de um canivete é a possibilidade de termos mais de uma função em uma pequena ferramenta. Procure um de aço inoxidável (inox), que além de não enferrujarem são mais resistentes e mantêm o fio por mais tempo.

É claro que se puder adquirir um suíço, terá a garantia da ótima qualidade e que passará para as próximas gerações. -Claro, se não perdê-lo em um acampamento.

Não se esqueça dos cuidados básicos, afiando e lubrificando-o sempre que necessário. Lembre-se de manuseá-lo com segurança, ele é uma ferramenta e não um brinquedo.

¹ Victor Inox é a tradicional fabricante dos conhecidos canivetes suíços, de ótima qualidade.

Os artigos do colunista Filipe G. Monteiro serão publicados todas as sextas-feira.

Os artigos do Márcio Sequeira continuarão sendo publicados às segundas-feira.

Anúncios