Tags

, , , , , ,

Porque o segredo do Escotismo também está nos jogos?

Uma maneira de ativar o espírito de equipe, desenvolver o aspecto físico e estimular a competitividade sadia e outros aspectos é aplicando jogos. Por mais que as atividades com técnicas escoteiras sejam interessantes, os jovens praticamente pedem por jogos ativos. Afinal, é no Grupo Escoteiro, com sua Tropa, que eles têm a oportunidade de gastar as energias acumuladas nos seus apartamentos ou casas durante a semana.

Um jogo ativo ou moderado aplicado ao ar-livre, numa praça, é bastante atrativo, principalmente se permitir o contato direto com árvores e gramados. Notei, enquanto Escotista, e lembro-me de quando era jovem o quanto é divertido cair na grama e subir em árvores.

O contato com o “verde” e interação com os outros jovens é um forte estimulante e os atrai para as próximas atividades.

Revezar este tipo de jogo com os calmos, que precisam de raciocínio ou reflexão, com aplicação de técnicas é importante e deve ser aplicado sempre. Lembre-se de aplicar “atividades progressivas, atraentes e variadas”.

Para aplicação de jogos com contato entre os jovens, devemos deixar claras as regras desde o início, mas permitir mudanças durante a aplicação para ajustes na dificuldade do jogo, permitindo um equilíbrio e evitando faltas ou ferimentos. Divida as equipes de forma parelha. Caso haja em uma patrulha ou matilha alguns jovens com mais porte físico que em outra, procure equilibrar as equipes. Informe aos jovens o que é proibido, como tapas, puxões e chutes.

Para qualquer jogo:

  • Escolha o local adequado,
  • Separe o material previamente, para não perdermos tempo e acabar dispersando a atenção de todos;
  • Demarque o campo limitando uma área onde será permitido se movimentar, evite obstáculos no meio do campo, a não ser que faça parte do jogo;
  • Divida as equipes, caso seja uma competição entre patrulhas evite a desigualdade, separando os maiores, permitindo a participação de todos equilibrando as equipes;
  • Esclareça, de forma bastante clara, as regras e o objetivo do jogo;
  • Esteja certo que terá apoio de quantos assistentes forem necessários;
  • Durante o jogo, observe se nenhum jovem está descumprindo as regras, caso ocorra, crie penalidades, como ponto para equipe adversária ou o jovem aguardar no “banco” por meio minuto e se tornar a descumprir as regras de forma grave ou violenta retire-o do jogo para evitar um conflito maior, use sempre o bom-senso;
  • Faça com que todos participem, incentivando e mudando as regras caso note que há um ou outro que fique mais afastado no jogo;
  • Evite a euforia demasiada, caso os ânimos se exaltem de forma excessiva, quebre o clima com uma mudança de objetivo, troca de campo ou simplesmente mude de jogo. Pois podem ocorrer problemas de indisciplina;

Nem todo jogo ativo precisa ser competitivo, quero dizer que muitos jogos cooperativos exercitam sede pela vitória, sendo esta compartilhada por todo o grupo que atingiu o objetivo do jogo além de fortalecer o espírito de equipe sem deixar de lado os demais aspectos.

Escolha bem cada jogo e a ordem de aplicação deles, procure na internet sugestões de jogos, uma dica que dou é também procurar em livrarias, no setor de Educação Física é fácil encontrar vários livros com jogos coletivos, competitivos e cooperativos.

Faça uma breve avaliação após cada jogo. Perceba a reação de cada um e equilibre os níveis de cada jogo. Não acredito em “receitas”, mas acredito que seguindo o bom senso e lembrando alguns detalhes, fica fácil atingir o sucesso.

Comente, deixando sugestões de jogos, sites ou livros.

Anúncios