Tags

, , , , , , , , , , , , , , , ,

Já reparou que uma corda pode ser muito divertida? Basta um pedaço razoável para fazer qualquer criança se divertir.

Nós escotistas podemos tirar proveito disso com atividades extremamente divertidas, atraentes e com certeza variadas. Usando-as para treinamento de nós e amarras, desenvolvermos o aspecto físico com atividades de escalada, falsa-baiana, rapel e atividades em grupo, sejam elas competitivas ou cooperativas.

Antes de citar alguns exemplos de atividades, gostaria de atentar para alguns aspectos que os escotistas devem ter em mente antes de programar qualquer atividade.

-Segurança em primeiro lugar. Verifique o local todo e o equipamento com antecedência e em atividade específicas (escalada, rapel, tirolesa). Utilize material de qualidade e correto para cada tipo de atividade;

-Lembre-se que cordas podem queimar as mãos, portanto tenha cuidado para os mais novos e frágeis não se ferirem;

-Fique sempre alerta, acidentes acontecem em momentos de descuido, portanto, tenha sempre cuidado com qualquer atividade para evitar transtornos.

Agora vamos para a parte divertida, separei algumas atividades com cordas e algumas dicas:

-Ponte de cordas, jogo cooperativo que exige algum esforço dos participantes, e é diversão garantida, basta uma corda comprida preparada com alguns nós e um grupo com dez ou mais integrantes.

-Cabo de guerra, velho e conhecido jogo competitivo e de alto esforço físico, pode ser tornar muito divertido e permite algumas variações, como atar duas cordas e permitir quatro equipes ao mesmo tempo. Tenha cuidado com as mãos e não deixe nenhum participante enrolar a corda nos braços.

-Comando Crow, ótimo para desenvolver o aspecto físico, basta uma corda com comprimento razoável e dois pontos fixos (ex. árvores) para atar e esticar, os mais novos podem participar, desde se faça o uso de luvas e o chefe auxilie.

-Falsa-baiana, outro velho conhecido, feito com duas ou três cordas, sendo uma para apoiar-se e outras para auxilio no equilíbrio, não exige muito esforço físico, mas bastante equilíbrio, bastante divertido para qualquer idade.

-Rapel, é necessário equipamento específico, como cadeiras, freios, mosquetões e corda especial além de alguém treinado e com conhecimento para aplicar e instruir. Mas engana-se quem pensa que só pode ser feita em grandes alturas, em prédios, pontes e cachoeiras, o nível de adrenalina certamente é maior, mas para os mais jovens pode ser feito em uma árvore com fácil acesso e com os escotistas auxiliando com o freio e o equipamento.

-Tirolesa, é uma atividade bastante divertida, como o rapel esta precisa de equipamento específico e treinamento de quem vai aplicar. Cuidado especial com os mais novos, com todas as devidas precauções será divertimento garantido e uma atividade que poderá ficar na memória dos jovens.

Além destas atividades, podem ser dados jogos aplicando nós e amarras, o interessante é mostrar na prática onde os nós são utilizados.

Deixe seu comentário com sugestões de atividades, dicas e relate sua experiência com atividades deste tipo. Vamos dividir o conhecimento.

Sugira o assunto para as próximas semanas, se eu não souber nada sobre ele, pesquisarei com quem sabe.

Sempre Alerta

*Fotos: Filipe Monteiro – arquivo pessoal

Anúncios