Tags

, , , , , , ,

Religiosidade e escotismo

Sabemos da diversidade de religiões no nosso país e que em um Grupo Escoteiro podemos ter praticantes de cinco ou mais religiões distintas. Isso não deve ser um percalço e sim uma oportunidade para conhecer um pouco de cada uma das práticas religiosas.

Quando o Grupo for composto por jovens de religiões diferentes, seus Escotistas devem respeitá-las cuidando para que cada jovem cumpra seus deveres religiosos. Os membros do Escotismo devem conhecer de uma forma geral, as manifestações de fé dos demais membros no sentido de promover uma convivência harmônica e participativa. Nas atividades do Grupo os cultos e orações devem ser simples, ecumênicas ou inter-religiosas e de assistência voluntária.

É importante que os Escotistas promovam momentos de religiosidade, onde cada um expresse sua crença. Momentos que possam servir para agraciar a presença de um Criador, agradecer e refletir sobre cada momento vivido.

Não existe uma regra para estes momentos, pode ser durante um acampamento quando a tropa se reúne em torno da fogueira sob o manto estrelado, ao amanhecer antes do café da manhã aproveitando a brisa e o sol nascente, até mesmo no meio de uma jornada ao pôr-do-sol. Servirá para que os jovens fortaleçam aquela luz que cada um carrega dentro de si, agracie o momento e agradeça a oportunidade que está vivendo.

Uma sugestão de atividade é a Feira de Religiões, onde cada praticante demonstra e expõe suas práticas aos demais, oportunizando que outros conheçam um pouco de cada uma.

Durante o Jamboree de 2011 tive a oportunidade de conhecer diversas crenças e práticas religiosas que achei muito interessantes e úteis para um escotista.
Pode haver a necessidade durante uma atividade que o culto seja um pouco mais elaborado, onde devem ser tomados alguns cuidados para que passe aos jovens e demais presentes, o que realmente quer ser exposto. Não uma pregação ou conversão, e sim a demonstração da crença que se dedica e o cumprimento da fé, como rege a promessa escoteira.

O Escotismo encoraja os escoteiros a terem uma religião e a cumprirem suas obrigações para com Deus, mas não define o que é uma crença em Deus nem o que é ou constitui uma religião. Como chefes escoteiros demos ter o cuidado para não favorecer uma fé em detrimento de outra.

Pesquise sobre outras religiões diferentes e leve-as ao seu Grupo.

A crença religiosa faz parte da promessa escoteira, coloque-a em prática com os jovens.

Sempre Alerta!

Anúncios