Tags

, , , , , , , , , , , , , , , ,

Estimular os sentidos

Dentre os aspectos de desenvolvimento dos jovens está o Físico, ou seja, do corpo. Mas não só de coordenação motora, crescimento e força que o aspecto físico trata, além disso, o jovem precisa desenvolver os sentidos e no Movimento Escoteiro tem a oportunidade de vivenciar diversas oportunidades para tal.

Muitos dos escoteiros (leia-se jovens de todos os ramos) vivem em grandes cidades e seus cinco sentidos estão adaptados aos sons da cidade, luzes artificiais, sabores de fast-food, textura do carpete e cheiro dos gases liberados por automóveis. Pode parecer exagero, mas pense em quantos dos jovens reconhecem os sons da floresta (animais, insetos, vento nas copas das árvores) ou os aromas de ervas nativas.

E auxiliar os escoteiros a desenvolver os cinco sentidos (e por que não o sexto também?) pode ser muito fácil para os escotistas. Com um pouco de criatividade pode-se elaborar inúmeras atividades e jogos divertidos que os jovens irão adorar.

Certa vez criei uma série de jogos, seis no total, um para cada sentido. -sim, criei um para o sexto. Em conjunto estes jogos formavam um tipo de Jogo do Kim¹. Apliquei durante um sábado a tarde, mas acredito que seria mais interessante ainda durante a noite. Vou detalhá-los:

Audição – os jovens deveriam identificar e memorizar 3 sons executados em MP3 player;

Visão identificar 3 círculos de cores distintas em uma grade de coordenadas (como um tabuleiro de xadrez) posta a uns 60 metros do jovem;

Olfato – dentro de 3 potes estavam algumas substâncias com aromas característicos e vendados deveriam identificá-los;

Tato – alguns pequenos objetos com texturas e formatos diferentes deveriam ser reconhecidos dentro de uma caixa de sapato, obviamente sem poder vê-los;

Paladar – este talvez seja o mais divertido, pois deveriam experimentar alguns sabores, identificá-los e memorizá-los;

Intuição – parece difícil, mas pensei em uma maneira que o jovens usasse a “sorte” para acertar, este deveria saber debaixo de qual copinho estava a bolinha, em qual mão do chefe estava a moeda e em que número o chefe estava pensando.

Este é só um exemplo e se pensar um pouco pode elaborar dezenas de jogos para este assunto.

Para nós escotistas que trabalhamos com jovens em plena fase de crescimento, temos a necessidade de atentar para cada detalhe, lembrarmos que tudo está acontecendo muito rápido para eles e auxiliarmos no desenvolvimento físico.

Boas atividades.
Sempre alerta!

Anúncios