Tags

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

O Grupo RBS lançou uma nova campanha institucional cujo slogan é “A Educação Precisa de Respostas”, durante o Painel RBS sobre a qualidade de ensino, realizado nesta terça-feira (28/ago), em Porto Alegre, com a presença do ministro da Educação, Aloizio Mercadante.

Preocupação do Grupo RBS, que inúmeras reportagens fez e faz sobre o tema. Preocupação do Ministro da Educação, principalmente depois do relatório sobre a educação básica no Brasil, que manteve a mesma posição do ano passado e ficou no 88º lugar no ranking de educação feito pela Unesco (que contabiliza 127 países). Abro um parêntese: nosso país fica atrás de Argentina, Chile, Equador e Bolívia.

Preocupação de todos, que sabemos que algo precisa ser feito. Certo?

Mas esse “algo precisa ser feito” não tem um sujeito pré-determinado. Ficamos esperando que alguém, algum órgão ou o governo faça alguma coisa… algum dia.

Em 1º de agosto de 1922, Baden-Pwell apresentou ao 3º Congresso Internacional de Educação Moral, em Genebra – Suíça, uma palestra intitulada “Educação pelo amor  substituindo a Educação pelo temor”.

A experiência acumulada por B-P em sua vida e desde a criação do Movimento Escoteiro (que ingressava na adolescência, com seus 15 anos), possibilitou a quebra de um paradigma: é possível ensinar por meio da auto-educação do caráter.

Tanto que, durante sua palestra, nosso fundador disse:

“É preciso saber servir-se de todos esses atrativos para “dourar a pílula” da educação. A educação, tal como a entendo, não consiste em introduzir no cérebro da criança uma certa dose de conhecimentos, mas sim, em despertar-lhe o desejo de conhecer e indicar-lhe o método de estudo.

Além da formação puramente escolar, a educação moderna procura desenvolver o caráter, a habilidade técnica e a saúde do corpo. Esse desenvolvimento poderá ser alcançado por meio das atividades enumeradas acima, desde que se elabore um sistema inteligente e hábil.”

Estas ideias, propaladas no ano 1922, ainda hoje são consideradas avançadas.

Mas, o que trago à reflexão é que uma grande rede de telecomunicação, como é o Grupo RBS, decidiu tomar parte ativa numa campanha de valorização da educação.

Ao meu ver, não pode, o Movimento Escoteiro, que no ano passado empregou R$ 25.081.920,00 (vinte e cinco milhões oitenta e um mil novecentos e vinte reais) em prol da educação de crianças e jovens em todo o território Brasileiro, deixar passar a oportunidade de ser, também, um ator neste cenário de modificação qualitativa educacional.

Vamos nos debruçar sobre o Projeto Educativo do Movimento Escoteiro, vamos estudar cada passo dado pelo Fundador na elaboração do Método Escoteiro, vamos analisar cada reflexo, cada resposta do Escotismo aos problemas havidos ao longo destes mais de 105 anos, para que possamos explicar a cada pessoa, a cada instituição que nos procure porque fazemos o que fazemos!

Somos diferentes, porque estamos trabalhando na construção de um mundo melhor e educando nossos Lobinhos, Escoteiros, Seniores e Pioneiros para à vida. Criamos, aplicamos e comprovamos o valor do Método Escoteiro como método educativo.

Vamos sair à rua, de forma pensada e ordenada, para mostrar isso e dizer que podem (e devem) contar conosco, pois, estamos Sempre Alerta para Servir!

Anúncios